Facebook

terça-feira, 26 de julho de 2011

Os coelhos

O inicio da criação de coelhos ocorreu por meados de Fevereiro quando me foi oferecido uma coelha, ainda jovem. Cerca de mês e meio depois esta foi levada para junto de um coelho macho a fim de acasalar e por lá ficou cerca de 8 dias.
De volta á “corte” e passados três semanas das quatro de gestação verificamos que não tinha havido sucesso no acasalamento. Voltou a ir para junto do coelho durante uma semana e agora sim, passadas quatro semanas a coelha começou a preparar o ninho (processo que consiste em arrancar partes do seu próprio pelo e com ele fazer uma”cama” onde depois depositara as crias, cobrindo as com mais pelo ainda).
Durante +- uma semana não se vislumbra as crias a não ser a percepção de alguns movimentos das mesmas por baixo do pelo que as cobre.
Após uma inspecção mas ao pormenor por debaixo do pelo (operação que deve ser feita rapidamente e com muito cuidado a fim de evitar distúrbios coma mãe o que pode levar a uma rejeição á ninhada) verificamos que tem cerca de 4 a 5 cm de tamanho e completamente carecas.
Um cuidado a ter durante este período e se este corresponder a época fria do ano deve ser de vez em quando verificar se nenhum filhote esta fora do ninho. Isto pode acontecer aquando da amamentação e após esta concluída, alguma cria vir “agarrada” a alguma mama e ficar fora do ninho e como consequência morrer de frio visto ainda ser muito pequena e quase não ter a protecção da camada de pelo.
A alimentação da mãe na fase de amamentação deve ser reforçada em quantidade porque não qualidade optei sempre e desde o inicio por uma ração á base de cereais+granulado que apesar de ser mais cara garante uma melhor nutrição aos animais. A par da ração também deve ser dada bastante erva e de vez em quando umas couves, embora estas mais a miúdo a fim de evitar que os dentes possam “destalhar”.
Outro cuidado importante tem a ver com a manutenção e limpeza da “corte”. Esta deve ser mantida com o máximo de higiene. Usando como eu a palha seca como cama esta deve ser removida de tempos a tempos e substituída por nova a fim de evitar que com a urina dos coelhos a palha fique encharcada e por consequência os animais andem com as patas húmidas o que provoca muitas vezes infecções e a morte de coelhos.
Finalmente é vê-los a crescer saudáveis.
De futuro irei ficar com esta fêmea e dos “pequenos” irei reservar também um casal a fim de ficar com duas fêmeas a parir e um macho de cobrição.

Sem comentários:

Enviar um comentário