Facebook

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Composto para sementeiras

Muito se tem dito e muito se lê por esses blogues de hortelões sobre a qualidade dos substratos usados na germinação de sementes. É certo que a capacidade de fazer germinar depende muito do tipo de características de cada  composto bem com varia , dentro das mesmas características, de marca para marca.

No ano passado aconteceu-me algo que na altura não prestei grande atenção mas que este ano ao utilizar um saco do mesmo composto  do ano anterior fez-me pensar um pouco sobre o assunto.
O tempo de germinação de algumas sementes era muito elevado, por exemplo o tomate só ao fim de + de 15 dias germinava e o desenvolvimento da planta era muito lento.Ora se no ano passado por cá quase não tivemos primavera e quase sempre choveu, facto que me fez não ligar muito ao que descrevo acima o que é facto é que este ano ate temos tido uma primavera razoável , com muito sol e ....o atraso que notei o ano passado acho que ainda foi pior !Ou seja muito tempo para germinar e depois a planta não desenvolve.
O substrato em questão é este:(http://www.siro.pt/p.artigo.g/artid/1307)


A seguinte imagem mostra o estado dos tomateiros com +- mês e meio:

O substrato acabou e comprei um que já tinha utilizado em anos anteriores:
Entretanto como coloco 3 ou 4 sementes por copo resolvi fazer a repicagem destes utilizando o novo substrato e o resultado é este ao fim de 3 semanas:





Como conclusão ficam as seguintes perguntas no ar:
-Porquê, sendo ambos os substratos para germinação apresentam resultados diferentes,apesar do pior deles ser da linha profissional ?
- O composto tem período de validade?
-As características do composto alteram-se com o passar do tempo?Visto 1º ter apresentado resultados ainda mais fracos no ano seguinte?

Andamos sempre a aprender...experimentando!

2 comentários:

  1. Olá
    Este ano passei pelo mesmo com a germinação dos meus tomateiros.
    Acabei por ter uma excelente germinação...quando utilizei turfa. O crescimento das plantas também foi assinalável , talvez porque, seguindo o conselho de uma amigo, coloquei um grão de adubo por «favo».
    O nosso amigo Rui, semeia pela Lua...e tem sucesso!
    Cumprs e boas colheitas
    Augusto

    ResponderEliminar
  2. Olá
    A questão que levanta afigura-se de forma generalizada. Passei por essas "dúvidas" à anos atrás e também concluí que as características do composto se degradam. Coloquei timidamente essa conclusão no estabelecimento onde comprava esse composto e me disseram que: - ...desde que o saco não seja aberto as características se mantêm intrínsecas. Não, não é assim, pois nessa altura ficou 1 saco por enxertar e outro com menos de metade e, ao utilizar ambos, no ano seguinte os resultados foram péssimos. Mas acho que o problema se mantém em relação a outras origens de substratos, pois vai já no terceiro ano que utilizo turfa ( marca alemã) e este ano aconteceu algo muito semelhante, os mesmos atrasos na germinação e desenvolvimento das plantinhas com a turfa sobrante do ano transacto.
    Será coincidência... talvez , talvez.
    Um abraço
    António A.
    Horta de Codeçais

    ResponderEliminar